Apresentação da Comunicação do Presidente da ARTMOZ
apresentação da BIALE

Apresentação BIALE 2023

Carlos Godinho

Boa noite a todos e um agradecimento especial as todos os membros da mesa,

A BIALE surge após uma análise de uma necessidade cultural para o sul, mais propriamente, para o Alentejo. Assim, verificou-se que era a única região que não tinha um grande certame no âmbito das artes plásticas com nível internacional. A Bienal tem este desígnio e lança aqui a sua primeira edição, com um horizonte de seis anos.

O Objectivo é colocar a Arte ao dispor das pessoas e levá-las a pensar Arte. A Cultura como capital principal para aproximar os povos e Criar um ciclo em que o Procurar novos discursos é o encontrar o Futuro.

A nossa meta é criar uma marca e o seu nome é BIALE – Bienal Internacional do Alentejo.

Desejamos que a sul do Tejo a BIALE seja uma maior Bienal e uma referência no panorama artístico. Por isso criámos uma associação de pessoas de referência, e temos um grupo de trabalho com artistas de nome nacional e internacional para levar por diante este designo.

A metodologia que seguimos foi ter um grupo de distintos artistas e figuras de projecção nacional e mundial a trabalhar para a BIALE.

A criada Comissão Artística irá ter um papel vital na BIALE, em conjunto com os comissários que nos vão apoiar o Nelson Ferreira e a Helena Mendes Pereira, com a parceria da Bienal Internacional de Artes de Cerveira, e a Sociedade Nacional de Belas Artes noutra parceria, e a colaboração da equipa de cultura da Câmara Municipal de Estremoz perfez com que se tivessem criado as condições para a realização deste evento.

A dinamização deste conceito estratégico tornar-se-ia mais robusto com o apoio da Direcção Regional de Cultura do Alentejo e o contarmos com o apoio do tecido económico do Concelho de Estremoz.

O nosso projecto artístico vai assentar em três vectores, como um Delta, a ARTE o ARTÍSTA e o DISCURSO.

Queremos um projecto para as pessoas em que o centro seja o artista e as dinâmicas culturais e sociais, alicerçado na fixação de uma descentralização artística sustentável. Isto numa procura da vinda de novos conteúdos artísticos para o chamado interior mais a sul.

Cumprir este projecto é chamar a Arte ao movimento que se desperta das Bienais, e poder fazer parte deste calendário nacional e internacional de Bienais.

Esperamos por isso, ter mais de cem artistas de reconhecida projecção, com os seus trabalhos, em Estremoz, na BIALE 2023.

Obrigado a todos

O presidente da A.R.T.M.O.Z. Associação Cultural

                       Carlos Godinho

Apresentação da Vice-presidente do Município de Estremoz
apresentação da BIA

Exma Srª Diretora Regional da Cultura do Alentejo Drª Ana Paula Amendoeira

Exmo Sr. Presidente da Assembleia Municipal de Estremoz

Exmo Vereadores e Vereadoras da Câmara Municipal de Estremoz

Exmo Sr. Presidente da ARTMOZ, Prof. Carlos Godinho e na sua pessoa,

restantes membros da direção

A todos os presentes, muito boa noite!

É com muito gosto que estamos aqui hoje no lançamento da Bienal Internacional do Alentejo de Artes Plásticas, nesta belíssima sala que comemora este ano o seu 100º aniversário.

Estremoz, pela sua posição geográfica, no coração do Alentejo, a 1h30 de Lisboa e a 40 km da fronteira com Espanha, assim como pelos equipamentos  sócio-culturais e recursos humanos que possui é, sem dúvida, um local e excelência para a realização de um festival que agregue diversas propostas artísticas, nomeadamente artistas internacionais, atraindo diferentes tipo de publico.

Foi sob esta premissa que, aquando da elaboração da nossa estratégia municipal para a cultura, percebemos que havia espaço para a realização de um grande festival de artes plásticas no Alentejo e que Estremoz seria o palco certo paro o mesmo decorrer.

Assim, após análise da proposta do Prof. Carlos Godinho, o município de Estremoz assumiu-se como o principal parceiro da Bienal Internacional do Alentejo, disponibilizando à ARTMOZ, recursos humanos, logísticos, equipamentos municipais e recursos financeiros associados a um evento com as caraterísticas da BIALE.

Contudo, importa frisar que apesar de nos assumirmos desde o primeiro hora como os principais parceiros do projeto, não será possível conseguirmos isoladamente suportar todas as necessidades da BIALE. Esta iniciativa necessitará de ganhar escala e crescer… Daí que tenhamos incentivado a ARTMOZ, na pessoa do Prof. Carlos Godinho, a procura de mais parceiros, de modo que o projeto seja assente num modelo de múltiplas parcerias, e tenha a médio e longo prazo, um financiamento mais sustentado e menos dependente dos recursos da autarquia. É também vital que se procurem mais, e diversos, apoios técnicos e institucionais, pois só assim a escala do evento extravasará as dimensões geográficas do concelho e região.

Aproveitamos este momento, para agradecer à direção regional da cultura do Alentejo, na pessoa da Drª Ana Paula Amendoeira, o apoio institucional ao projeto da BIALE. Este suporte é bastante relevante, dado que é condição para que a ARTMOZ consiga ter acesso a outros apoios, que de outro modo seriam mais difíceis de obter. Muito obrigado!

Agradecemos também aos organizadores da Bienal de Vila Nova de Cerveira e à direção da Sociedade Nacional de Belas Artes, pelo apoio institucional manifestado à BIALE. Convosco, o projeto ganhará maior dimensão e projeção.

Muito obrigado!

Por fim, caro Prof. Carlos Godinho, acreditamos no potencial de um projeto que coloque um foco sobre o universo das artes, nas suas múltiplas formas, associando-as, dando oportunidades a que novos artistas se apresentem ao público, ganhem escala e tenham acesso a galeristas que os façam crescer.

Acreditamos, Prof. Carlos Godinho, na ARTMOZ. Neste projeto que agora iniciou e dará forma às múltiplas ideias que tem procurado concretizar em Estremoz e no Alentejo. A BIALE é um destes projetos, como o foi o que em parceria realizámos no dia 8 de Outubro em Evoramonte, no âmbito da comemoração do Dia dos Castelos e que contou com a presença de cerca de 20 artistas plásticos, a pintar nas ruas de Évora Monte e que foi um enorme sucesso.

Fica o compromisso que a ARTMOZ pode contar com a Câmara Municipal de Estremoz como parceiro, na concretização do objetivo comum de desenvolver o gosto pelas artes no nosso concelho, de dinamizar culturalmente a região e apoiar os artistas na promoção dos seus trabalhos.

Juntos, faremos certamente da BIALE, um dos grandes eventos do mundo das

artes em todo o Alentejo.

#ViveEstremoz!

A Vice-presidente da Câmara Municipal de Estremoz

                       Sónia Caldeira

geral@biale.pt